+55 84 4005.0505

MEIO AMBIENTE e AGRONEGÓCIO

MEIO AMBIENTE e AGRONEGÓCIO

Referência no mundo pela liderança na produção e na competitividade, o agronegócio brasileiro continuará sendo um vetor para gerar crescimento e um importante fator para atrair investidores, principalmente na área de logística e, atualmente, é a locomotiva da economia brasileira, representa um quarto do produto interno bruto (PIB). 

 O crescimento do setor do agronegócio no brasil vem sendo pautado pela sustentabilidade e, por isso, produzimos com qualidade, sanidade vegetal e animal e com respeito ao meio ambiente. 

Em 2017, o agronegócio cresceu 13%, acima de todos os outros setores da economia, e impulsionou o Produto Interno Bruto (PIB) no período. Dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) mostram que a agropecuária já é responsável por 23,5% do PIB, gerando empregos, renda e crescimento no Brasil. 

Temos 66,3% do território brasileiro coberto de vegetação nativa, o que equivale a área dos 28 países da União Europeia e ainda sobre espaço para quase quatro Noruegas. E temos uma das leis ambientais mais completas do mundo, mas que impõe um ônus ao produtor rural brasileiro, o que não existe em nenhum outro lugar do planeta. Dentro dos imóveis rurais são reservados 20,5% do território brasileiro, coberto com vegetação nativa, o que equivale, sendo bastante conservador, a cerca de R$ 2 trilhões imobilizados a serviço do meio ambiente. 

Nosso escritório tem atuação consultiva e contenciosa, à empresas que já atuam ou que pretendam atuar no agronegócio, tais como:
  • Assessoria jurídica em operações societárias e/ou de M&A envolvendo empresas do agronegócio;
  • Orientação a empresas do agronegócio que pretendam negociar seus títulos em Bolsas de Valores;
  • Assessoria jurídica em questões relacionadas a títulos de crédito ligados ao agronegócio, tais como, Cédula de Produto Rural – CPR, Certificado de Depósito Agropecuário – CDA, Warrant Agropecuário – WA, Letra de Crédito do Agronegócio – LCA e Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio – CDCA, dentre outros; e
  • Cobrança, judicial ou extrajudicial, de créditos decorres de contratos e títulos de crédito ligados ao agronegócio; e
  • Assessoria em questões regulatórias envolvendo registro, produção, embalagem, comercialização, propaganda comercial, utilização, importação, exportação e fiscalização de agrotóxicos e insumos agrícolas.